Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

29
Set17

Já não se pode ir de férias catano


Ana Rita 🌼

fofoca.jpg

É verdade isto aqui no meu trabalho fica-se 15 dias fora e acontece de tudo um pouco, eu explico:

 

A está grávida

B foi despedida

C foi promovida

 D e  E andam enrolados

 

E por aí a fora minha gente, um alfabeto inteiro de fofoquices e intrigas aqui por estas bandas que uma pessoa até fica baralhometra com tanta informação.

Há quem diga que é porque somos resmas de gajas, há quem diga que é por ser uma empresa com paletes de gente... eu cá acho que também à muitos gigabites de tempo lívre (que é como quem diz nada para fazer ou... falta de vontade).

 

Digam-me ... nas vossas empresas também é assim?

28
Set17

A língua portuguesa é...


Ana Rita 🌼

...lixada com F.

 

Ligo para um cliente habitual (que é como quem diz de todos os dias) e tivemos a seguinte conversa:

 

_ Olá Hugo bom dia como está tudo bem?

_ Sim Ana está tudo bem, hoje vai ser uma rapidinha OK? 

 

E fez-se silencio na linha... 

maxresdefault.jpg

WTF será que ele pensa que é isto é uma linha erótica ou serei eu que tenho uma mente poluída???

Bem...é tudo por hoje!!

21
Set17

esta história dos afectos


Ana Rita 🌼

Sou uma pessoa que se afeiçoa com demasiada rapidez às pessoas que me cativam. 

Gosto de pessoas! Cada uma com o seu feitio o género humano é-nos apresentado e desfila perante nós das mais diversas formas e maneiras.

Na nossa vida convivemos com milhares de pessoas, no trabalho, num café ou no supermercado são só uma ínfima partícula de espaço onde vamos socializando com conhecidos e desconhecidos.

Há aquelas pessoas a quem nos afeiçoamos e que permanecem na nossa vida e aquelas que apenas passam.

E é aqui que os afectos magoam... 

Teimo em afeiçoar-me demais às pessoas e depois na despedida ou na falha fico magoada, sentida ou irritada comigo mesma.

Porque alguém um dia já me havia dito "não vale a pena" ou "é passageiro" e eu teimo em não aprender, em tentar cultivar rosas em campos estéreis.

E o mundo continua a gira, a vida soma e segue, eu vou crescendo e vou aprendendo (ou não) a julgar as pessoas, a ser cautelosa e a manter a distância do que não é bom para mim e para os meus.

57be0ba8e6bb69705483753bc7b643ec.jpg

 

29
Ago17

Estou de rastos....


Ana Rita 🌼

Só de pesar que vou ter que esperar até 2019

SIM 2019 viram bem

Game of Thrones season 8 could start as early as next summer or as late as spring 2019

tumblr_maigucyAU61qcngeko2_250.gif

Pela 8ª temporada de GOT

giphy.gif

 

 Ainda por cima depois de um episódio como o de ontem - 81 minutos de pura emoção!!

gallery-1464084386-game-of-thrones-littlefinger.gi

3757cc6df7d08e42.gif

game-of-thrones-season-6-episode-10-jon-snow.gif

giphy.gif

 

 Vou ali cortar os pulsos e já volto OK?!

25
Ago17

A guerra dos bacalhaus


Ana Rita 🌼

Olá maltinha, ontem em conversa com uma colega minha e ela contou-me uma peripécia que se passou com ela quando trabalhava num hipermercado.

 

Diz ela que estava na caixa a atender e por uma questão de necessidade mandara-na repor junto da secção da peixaria. Note-se que estávamos em época de Natal e que nadava tudo numa lufa lufa de presentes e compras para a ceia de Natal e tal e coiso.

Pois que estava ela na sua vidinha a repor quando de repente começa a ouvir uma enorme algazarra e lá foi espreitar. Diz ela que aquela confusão toda era porque duas senhoras tinham decidido que queriam O MESMO BACALHAU. 

Moral da história, discussão para aqui e para ali pegaram-se as duas á porrada ... e à bacalhauzada uma à outra!

 

1cfcc6d25a0f17c71ee4d4509adf574dadb53c98_hq.gif

 

Pois que a malta á volta estava tudo especado a olhar e separá-las... NADA!

23
Ago17

Que o jardim público não incomode o cocó (do cão)


Ana Rita 🌼

Olá olá ontem passou-se uma coisa que me incomoda profundamente passo a explicar.

Ontem quando vinha a caminho de casa - que é mais ou menos 1km - fiz o caminho como sempre pelo interior do parque urbano da minha cidade.

 

Vinham duas senhoras na casa dos 60 anos com um cão pequeno/médio porte solto que lá vinha na sua vidinha na procura do sítio ideal para fazer o seu cocózinho.

O cão lá encontrou o pupps spot e toca de fazer o serviço (na relva onde brincam algumas dezenas de crianças todos os dias) e as senhoras param, olham, rodam nos calcanhares e continuam em paço mais lento sempre em amena cavaqueira caminho fora.

Eu pensei cá para mim "devo de estar a ver mal" e abrandei o passo para ver o que elas faziam. Quando se aperceberam que o bobby já tinha acabado chamaram o cão e continuaram.

Na boa, o cagalhoto ficou ali espetado na relva (aquela das crianças mas isso não interessa nada).

 

Eu: Olhe minha senhora...

(ignoraram-me)

 

Eu: Olhe minha senhora deixou cair uma coisa.

Pararam as duas olharam primeiro para o caminho (aparentemente nada no chão alem de pedras e terra) depois para mim com um ar confuso

 

Eu (de forma audível - haviam várias pessoas a passear no parque): Sim minha senhora, deixou cair o cocó do seu cão ali na relva que também é das crianças.

 

E apontei para  exacto sitio a poucos metros estava o cagalhoto do próprio do bobby da senhora espetado na relva (bem visível).

A senhora como é óbvio começou a procurar aquilo que sabia perfeitamente que não tinha OS SACOS na bolsa - neste momento já haviam várias pessoas a olharem para ela - muito encavacada.

 

Ela: ah não trouxe sacos - vira-se para a outra - tens aí alguma coisa?

A outra senhora respondeu com um aceno que não tinha.

 

Eu abri a minha mala - ando sempre com um saco transparente - e entreguei-lhe o saco e continuei o meu caminho.

(mas sempre a olhar por cima do ombro a ver se ela ía ou não apanhar o cagalhoto... E FOI)

É por estas e por outras que uma pessoa quer passear os cães em paz num parque ou na praia e NÃO PODE porque por uns pagam os outros.

 

16
Ago17

Um passeio às ruínas das Minas de São Domingos


Ana Rita 🌼

Olá hoje venho mostar-vos algumas fotos que tirei no passeio que fiz até às ruinas das Minas De São Domingos.

A zona está neste momento em processo de reabilitação pois as águas da região estão repletas de minério que começa a infoltrar-se nos caudais do Guadiana.

A zona tal e qual como está não irá durar muitos mais anos e por esse motivo esta é a melhor altura para o fazer.

No nosso caso fomos de mota - para assim poder aproveitar melhor a vista e o passeio - pois toda a área é em terra batida e tem uma extenção ainda grande.

Deixo-vos então algumas imagens daquilo que vi 

IMG-20170810-WA0010.jpg

IMG-20170810-WA0011.jpg

IMG-20170810-WA0033.jpg

IMG-20170810-WA0042.jpg

IMG-20170810-WA0052.jpg

IMG-20170810-WA0054.jpg

IMG-20170810-WA0059.jpg

IMG-20170810-WA0088.jpg

IMG-20170810-WA0096.jpg

IMG-20170810-WA0097.jpg

IMG-20170810-WA0099.jpg

IMG-20170810-WA0107.jpg

IMG-20170810-WA0109.jpg

IMG-20170810-WA0118.jpg

 

09
Ago17

Wind's of change... ai que medo!


Ana Rita 🌼

Sou aquele tipo de pessoas que não resiste a mudanças - já mudei várias vezes de casa, de cidade, de estilos e gostos.

 

Sendo uma moça 100% citadina a ideia do campo soa-me sempre bem para passar uns dias a relaxar e depois voltar á lufa lufa do transito e do stress da cidade.

Casada com um alfacinha que adora o campo e que vê no campo um imenso potencial  - ao longo dos anos ele tem vindo a falar cada vez mais e mais da vontade de se mudar para o interior e viver do campo e dos recusros naturais porque como ele diz "a agricultura é o futuro".

Temos aqui um impasse pois, ele foi convidado a abraçar um projecto (que neste momento ainda é SÓ um projecto) que se vier realmente a começar a dar lucro e a ter saída levará a que tenhamos que dar um novo rumo à nossa vida.

E aqui chegamos a um impasse: se correr bem como é que vamos fazer? O que é que eu vou fazer?

tenor.gif

 

É que uma coisa era ele falar e à e tal entra a 100 e sai a 200...outra coisa é ver uma coisa que pode ter potencial e dar uma ajuda para melhorar a vidinha e uma gaja a pensar "àh e tal... o centro comercial mais próximo é a 60 ou 70km" ou "e eu faço o quê?" 

E é neste momento que me sinto uma cabra egoista e que só pensa nela mesma e em futilidades (com as quais viveu toda a vida) e de como vai sobreviver sem os pais ali ao virar da esquina (quando ele tem os pais a 300km de distância).

 

Depois olho para o lado e vejo o esponjo que odeia viver na cidade, odeia o trabalho que faz e que só está cá porque "eu não quero viver no campo" - é muita pressão para uma gaja só!!

 

Sugestões aceitam-se...alguém???... socorro!