Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

17
Out16

O tempo...


Ana Rita 🌼

o-tempo-deixa-perguntas.jpg

 O tempo passou,

 A vida encarregou-se de disfarçar a dor,

 De a camuflar a tristeza por trás de um sorriso,

 Mas quem o conhecia sabia...

 Os olhos sempre tristes, sempre incompletos,

 Os pesadelos e os temores fruto de uma tristeza sem fim

 Ele era inteiro pela metade,

 Meio coração, meio amor, meia alegria....

 Um puzzle incompleto, um coração retalhado.

 

 O tempo passou, e trouxe a verdade.

 Trouxe aquele fragmento tão importante,

 Tão crucial e tão vital.

  

 Agora ele sorri, ele brilha, ele sorri.

 Mas não pela metade, tudo por inteiro.

 O fragmento à tanto perdido encontrou-o e encontrou-se!

 

 Os olhos outr'hora tristes hoje brilham,

 A felicidade espelha-se em tudo o que toca, em tudo o que diz.

 Já não há tremores, apenas calma e uma paz que contagia o ar

 

 Hoje ele é inteiro,

 E eu sou feliz! 

 

 

23
Ago16

Pensamento do dia - VIDA


Ana Rita 🌼

a0cae5c03bab40673f68bce7072b22f9.jpg

 

A vida ensinou-me que o seu valor está nos pequenos momentos que passamos junto dos que nos amam e nos querem bem.

Que amadurecemos com as pedras com as quais esbarramos no caminho.

Que as melhores coisas da vida não se compram, não estão à venda - estão cá dentro, na nossa capacidade de amar e de dar sem esperar nada em troca.

Chique é ser feliz.

Elegante é ser honesto.

Bonito é ser caridoso.

Sábio é saber ser grato.

O resto é inversão de valores.

 

30
Jun16

O tempo que se perde...


Ana Rita 🌼

 O sentimento de perda é dos mais dolorosos que podemos sentir, sobretudo quando o perder é sinónimo de alguém que amamos.

 Passamos a vida a dizer "amanhã ligo" ou "depois vou lá" e os dias passam, os anos correm e só nos damos conta do que podiamos ter feito e não fizemos, das palavras que deveriam ter sido ditas, dos momentos que poderiamos ter aproveitado mas não o fizemos.

 E juntamente com o sentimento de perda vem o sentimento de arrependimento e pena.

 Passamos a vida a dizer que não temos tempo e deixamos que o tempo passe e quando olhamos para o lado reparamos que a vida passou, os filhos cresceram, entes queridos morreram e nós?!

 Trabalhamos para pagar contas, para o crédito da casa do carro e de tudo o mais que adequirimos para preencher aquilo que não temos TEMPO.

Compramos prendas para colmatar faltas, para nos sentir-mos bem connosco próprios.

Mas as prendas não substituem as memórias nem proporcionam momentos de amor e carinho.

As prendas não deixam memórias.

As prendas não nos dão aquele conforto nem aquele abraço.

Mas mesmo assim continuamos a compras mais e mais coisas, mais e mais bens para nós e para os outros...e para quê?

 

5694ecfc3439e.jpg

 (imagem retirada da internet)