Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

28
Jan16

As (des)promoções da Galp


Ana Rita 🌼

transferir.png

 

A minha rotina diária (após sair de casa e ao chegar ao meu destino) tenho por hábito ir beber o meu cafezinho há bomba da Galp. Porquê? Nem sei, são hábitos… e eu sou um animal de hábitos.

Ora á 15 dias entrei na bomba e vejo a rapariga da caixa com um sorriso de orelha a orelha e lá fui eu direita a ela para comprar (como todas as segundas-feiras) a caderneta de café ao que ela me diz:

 

Rapariga da Caixa: Oi moça, hoje tem promoção nas cadernetas do café! – Diz ela toda satisfeita.

 

Eu: Bom dia, então que promoção é que têm?

 

Ela apontou para o balcão onde estava a promoção escarrapachada

promocaoLojasTangerina_19012016_w500.jpg

 

Rapariga da Caixa: Leva duas cadernetas para 5,20€. – Como se aquilo fosse a promoção do ano

 

Eu: Sim, e agora a promoção?

 

Rapariga da Caixa: Não tou te entendendo… - disse ela como se eu estivesse a dizer alguma barbaridade.

 

Eu: Ora, se eu pago 2,60€ por uma caderneta se comprar duas fica-me por? – e esperei que ela me respondesse.

 

Rapariga da Caixa: Ora moça fica por – pega na calculadora e faz a conta – fica por 5,20€.

 

Eu: E agora… qual é que é a promoção?

 

Rapariga da Caixa: Umh… Pois… Não têm! – Disse ela já corada

 

Eu: Então, era uma caderneta de café se faz favor.

 

 E pronto assim se engana quem não sabe!

28
Jan16

Pequenos adultos


Ana Rita 🌼

Cada vez penso mais nisto, na maneira como educa mos hoje os nossos filhos, dos valores que lhes tentamos incutir, de como desejamos que eles em tão tenra idade compreendam que na vida nada se consegue sem esforço, que o dinheiro não cai do céu, que existe mal no mundo, nas pessoas. Que precisam de estar atentos.

É tanta informação para um pequeno ser que anda por este mundo há meia dúzia de anos entender.

Cada vez mais obrigamos, por força de ambos os pais trabalharem, os nossos filhos a passarem horas em infantários e escolas.

E quando chegam a casa, naquele ínfimo momento do dia em que estamos presentes passamos o tempo a dizer "não faças isso", "não faças aquilo", "para quieto", etc.

Queremos que os nossos filhos sejam pequenos adultos à força, que cresçam depressa de mais, que compreendam tudo depressa de mais.

Porque nós pais vimos cansados, desgastados, desgostosos e não temos cabeça para os nossos filhos.

Damos tanta importância ao trabalho que nos sustenta que nos esquecemos que são os nossos filhos o nosso bem mais precioso.

E os anos passam, eles crescem e nós passamos a vida a dizer "passou tão rápido", "não aproveitei nada". Porquê??