Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

28
Dez16

Prioridade passa a ser lei


Ana Rita 🌼

atendimentoprioritario_270.jpg

 Apartir de hoje não dar prioridade a deficientes, idoso, grávidas e pessoas com crianças ao colo entre outros passa a ser punido por lei numa multa que pode ir até 1000€ (ver aqui).

Esta noticia opera em mim dois sentimentos contraditórios, uma imensa alegria pois já passei pela experiência de ser um grávida e depois levar o meu filho ao colo e estar numa fila prioritária e ter que contar com o bom senso (ou não) não das pessoas que nela estavam sem qualquer um dos requesitos apontados como das próprias operadoras de caixa.

E uma imensa tristeza por ver ao ponto que a falta de civismo chegou em Portugal para uma coisa destas, que no fundo é uma questão de bom senso e humanidade, ter que ser legislada e punida com multa para quem não a cumprir.

Aqui fica uma pequena informação retirada daqui sobre quem são afinal os preioritários:

"Além disso, a lei clarifica alguns conceitos, como o de "criança de colo", que diz respeito a crianças até dois anos. Pessoa idosa é aquela com idade igual ou superior a 65 anos e apresente evidente alteração ou limitação das funções físicas ou mentais. Pessoa com deficiência ou incapacidade é aquela que, "por motivo de perda ou anomalia, congénita ou adquirida, de funções ou de estruturas do corpo, incluindo as funções psicológicas, apresente dificuldades específicas suscetíveis de, em conjugação com os fatores do meio, lhe limitar ou dificultar a atividade e a participação em condições de igualdade com as demais pessoas e que possua um grau de incapacidade igual ou superior a 60 % reconhecido em Atestado Multiúsos".

Antes estas "regalias" apenas eram tidas em conta em serviços públicos com atendimento presencial na administração central, regional e local. Agora passam a ser obrigatórias também nos serviços prvados. 

Espero sinceramente que após esta lei as pessoas tomem consciencia e que a mesma se faça cumprir daqui por diante. A sociedade só tema  ganhar com isto.

 

27
Dez16

Ainda sobre o Natal...reflexão


Ana Rita 🌼

As prendas!!

 

Sou uma gaja a modos que um bocado mimada e sempre fui habituada a ter um pinheirinho recheado de prendinhas para a minha pessoa. Ora como boa filha única as coisas eram todinhas para mim 

Acontece que, de há 4 anos a esta parte (sendo que o natal de grávida também já não abonou a meu favor) um puto xarila veio e roubou-me não só o protagonismo como...as minhas prendas. 

 

A coisa deve que ser dividida em 2 sendo que...a parte dele é 90% e a minha 10% (ou assim pensava).

gif.gif

 

Ora este ano decidi que não queria cá dinheiro de ninguém - avós, pais, padrinhos e tal e couves - este ano queria que eles tivessem algum trabalho que não só o de desembolsar umas notas para dentro de um envelope com um postal catita.

Tendo em conta que o meu rebento de 3 anos tinha, sei lá, umas 350 prendinhas - só cangalhadas de bonecos e legos - cum caneco lá vou eu ter que "limpar" o quarto sem que o moçoilo se aperceba. Este ano também eu tive o meu quinhão de prendas no sapatinho.

 

Constatação:

 

Realmente quanto mais crescemos e vamos deixando de ser crianças não só a escolha dos nossos presentes se torna mais complicada como a exigência se torna maior.

Enquanto em pequenos nos contentamos com um brinquedo de 5€ ou 6€ quando jovens e adultos com esse valor pouco ou nada se compra que seja do nosso verdadeiro agrado ou que preencha os requisitos de "prenda". 

Pois que 300€ - valor que facilmente se dá por um telemóvel ou um tablet - compra uma boa meia dúzia de carros tele-comandados, barbies ou puzzles.

Pois que enquanto nós temos um embrulho de 300€ os pequenitos ganham 6 embrulhos - isto é mais papel e mais quantidade e muitas vezes o mesmo valor ou menos.

Ou seja, Rita és uma mãe desumana porque estás a comparar o dinheiro que te dão e com o qual compras 2 ou 3 prendas, com as 350 prendas do teu filho que não chegaram ao valor de 1 das tuas. Quem é que fica a ganhar umh?? 

Pois que é verdade...e venha o adulto mais pintado de ouro que diga que EU NUNCA comparou a sua quantidade de prendas com as do primo A ou do sobrinho B. 

Caramba Rita...onde é que anda esse espírito de Natal? 

 

raw.gif

 

 

27
Dez16

Bye Bye espírito natalicio facebookiano


Ana Rita 🌼

Durante uns quantos dias tive o meu Facebook inundado de mensagens de paz e amor ao próximo.

Vi pessoas a gritar aos sete ventos as suas boas acções, a caridade e a necessidade de ser-se humilde e partilhar com quem menos têm.

 

Até aqui tudo muito bem mas... e se continuassem com essa vontade toda pós-natal?

 

Não tenho por hábito comentar estas merdas mas este ano foi uma coisa por de mais de "humildes caridosos".

 

A minha mensagem para eles é...

 

Carissimos, façam caridade não hoje mas sempre.

Quem nada têm nada continuará a ter após o Natal. A caridade é algo continuo, não sazonal.

Não o faças SÓ para que os vossos amigos e seguidores vejam o quão bonzinhos/as vocês são. Façam-no sem demonstrar porque a caridade vem do coração não das fotos que se espalham na rede. A caridade não tem rosto!!

Olhem em volta, se calhar vão encontrar pessoas bem próximas com bastante dificuldade. A caridade não tem valor só quando é feita aos de fora.

Ofereçam um sorriso, um bom dia ou um olá também isso é humildade pois uma palavra pode mudar e alegrar o dia até da pessoa mais rica.

Sejam caridosos convosco mesmos pois ao ajudar os outros estão a ajudar-se a si próprios a serem mais e melhores.

O acto de dar não deve ser utilizado apenas para aprovação social e porque fica bonito na foto...deve ser utilizado para ajudar e amparar aqueles que mais precisam.

E sejam felizes a partilhar ontem, hoje e sempre!

04122014_GerirPartilharAmar2.jpg