Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

07
Out16

Eu e o meu nome de guerra


Ana Rita 🌼

Como é dia do sorriso e como os senhores da Comercial disseram rir faz-nos parecer não 1, não 2 mas 7 anos mais novos - por isso é que eu com 29 pareço uma gaiata de 17 anos  - vou contar-vos uma peripécia da minha vida que ainda hoje me faz rir.

 

O meu pai a quando do nascimento desta linda flor que sou eu, tentou convencer a minha mãe a pôr-me o nome de Ana Catarina, ao que a minha mãe lhe respondeu terminantemente que NÃO - Sofia para cá, Rita para lá... ficou Ana Rita e pronto "a mãe é que manda" 

Mas o meu pai, não conformado com a situação passou a chamar-me Catarina - o homem gosta mesmo desse nome não brinquem - ela era "Catarina para aqui" "Catarina isto" " Catarina aquilo" não só em casa, sim senhores e senhoras ele não se coibia de me chamar esse nome (que só naquela da loucura...nem era o meu) e as pessoas ficavam convencidíssimas que esta lady aqui se chamava Catarina.

 

Um belo dia ia eu na rua - aí pelos meus 15 ou 16 anos - e vêm uma senhora de frente para mim a sorrir-me de orelha a orelha (eu não fazia PUTO de ideia de quem ela era) quando se aprochega da minha pessoa diz:

A senhora sorrisos  - Então Catarina estás boa?

Eu em modo ar confuso  - Desculpe mas deve estar a fazer confusão!

A senhora com ar indignado  - Não não estou, tu não és a filha do Sr. G?

Eu ainda mais confusa  - Sou.

A senhora com ar de triunfo  - Então és a Catarina.

Eu após alguns minutos de reflexão  - Sou a filha do G mas eu não me chamo Catarina, esse é só o meu nome de guerra.

A senhora agora ela era a confusa  - Nome de guerra?

Eu de ar sorridente  aí vai a explicação - Sim o meu pai têm a mania de me chamar Catarina mas na realidade o meu nome é Rita.

A senhora ainda confusa  - Umh...pois....e então está tudo bem com o pai e com a mãe?

Eu que percebi logo que ela não tinha percebido nada  - Sim tudo, bem até à próxima!

A senhora ainda confusa ficou a olhar para as minhas costas a ir-me embora...deve ter pensado que nós éramos todos malucos e que aquela conversa não tinha nexo nenhum.

 

E sim é isto...o meu pai a fazer-me fazer figuras desde 1987 

incoming-baby-war.jpg

 

04
Out16

10 truques de poupança que vão dar jeito em vossa casa


Ana Rita 🌼

 

Hoje o post é uma colaboração com a marca Zaask que é uma plataforma de melhoria de contratação de prestação de serviços e...

 

Hoje vamos falar-vos sobre poupança!

 

Acho muito importante termos vários cuidados em casa nos tempos que correm, sobretudo quando já temos filhos e as despesas se vão acumulando. E como o meu orçamento não estica tanto quanto quero, acabo por usar imensos truques em casa para conseguir poupar. Aqui vos deixo alguns dos meus truques mais infalíveis:

 

1. Sempre que carregarem o telemóvel, retirem o carregador da tomada. Se não o fizerem, mesmo não parecendo, estão a gastar imensa energia desnecessariamente!

2. Quando saírem de uma divisão por um período superior a 10 minutos, não se esqueçam de apagar sempre todas as luzes – mas todas mesmo, pois nunca se sabe quanto tempo demoram a voltar.

3. Quando saírem de casa por longos períodos de tempo, desliguem as vossas televisões e computadores, e esqueçam o stand by. Não compensa, acreditem!

4. Evitem o micro-ondas para descongelarem os alimentos. Prefiram fazê-lo deixando a comida ao ar livre ou mesmo dentro de água, até porque, depois de feita, sabe muito melhor.

5. Não há nada melhor do que as lâmpadas LED para pouparem energia, pois são muito ecológicas e amigas do ambiente. Por isso, coloquem de parte aquelas mais convencionais e vejam a grande diferença quando fizerem as contas no fim do mês.

6. As máquinas de lavar/secar roupa, assim como a da loiça, devem sempre trabalhar com a carga completa. No entanto, se precisarem de as colocar a trabalhar e não as conseguirem encher, optem pelos programas mais económicos.

7. Vem aí o Inverno e o frio não tarda a apertar, portanto, quando precisarem de ligar o aquecimento, coloquem-no no mínimo e em sítios onde o calor possa circular livremente, sem quaisquer obstáculos. Ah, e claro, fechem todas as portas para que este não fuja!

8. Não precisam mesmo de colocar vários electrodomésticos a trabalhar ao mesmo tempo, pois não? Coloquem-nos a trabalhar de forma separada e, de preferência, com algum espaço de tempo entre eles, para não sobrecarregar o vosso quadro eléctrico.

9. Se, realmente, precisarem de colocar a trabalhar dois ou três equipamentos em simultâneo, ou um a seguir ao outro, escolham uma tarifa bi-horária para a vossa casa. E não, não é conversa… compensa mesmo!

10. Por muito que digam que não têm tempo ou que se esquecem (eu compreendo, também era assim), vão tendo atenção à manutenção dos vossos electrodomésticos, dos vossos canos, das vossas torneiras, etc. Tenham especial atenção a algum sinal de desgaste. Se notarem algo, sobretudo nos canos (a sua falta de manutenção pode gerar despesas gigantes), não esperem muito tempo para chamarem pelos canalizadores mais adequados.

 

Sempre tive cuidado com as despesas extra e com os desperdícios cá de casa, mas, com esta crise, tornei-me ainda mais poupadinha!

Espero que vocês se tornem também! 

 

 

thumbnail_imagem 1.jpg

Fonte da imagem: Pinterest

29
Set16

Não compreendo...juro que não!


Ana Rita 🌼

Trabalho numa grande empresa e toda a minha vida aqui sempre me lembro de toda a gente reclamar com o facto de a empresa não pagar o jantar de Natal - ele sempre foi organizado e pago pelos funcionários.

Esta semana fomos supreendidos por um e-mail do RH a informar que no dia X vai haver um almoço convivio e que todos os funcionários estão convidados a ir A EMPRESA PAGA.

E mesmo assim...já ouvi montes de pessoas a reclamar porque nunca pagaram e agora pagam por isso agora não vão.

images (1).jpg

 Gente... se pagam é porque pagam!

 Se não pagam é porque não pagam!

EM QUE É QUE FICAMOS?

10
Ago16

Pérolas à lá Pikiko #4


Ana Rita 🌼

Olá olá... I'm BACK babys 

 

E que melhor maneira teria eu de voltar se não contando-vos uma linda conversa entre papá e Pikiko na cama?!

 

Pikiko: Papá, estás acordado?

P: Sim filhote diz...

Pikiko: Papá não tenhas medo, podes dormir que eu potejo-te dos ninjalinos.

P: óh filho obrigada...vou dormir mais descançado esta noite.

 

Silêncio - nós os dois na cama a rir-nos baixinho - e de repente ouve-se o pequenote a sussurar para o ser hanrybird (Hangry Bird - RED):

 

Pikiko: Red temos que poteger o papá e a mamã eles vão domir - não peocupas Red eu potejo a ti também.

 

Uma pessoa fica de coração cheio!!!

289a49c5e27ec4732747cebba4e07b8c.jpg

 

21
Jul16

Só nos lembramos da vida...


Ana Rita 🌼

... Quando a morte nos passa ao lado

... Quando nos passa pelos olhos

... Quando perdemos alguém.

Temos tendência a chorar aqueles que morrem

Enquanto em vida nos esquecemos de lhes dizer "amo-te" 

Temos a palavra Saudade que é só nossa - tão aclamada na morte,

Mas esquecemo-nos de nos encontrar em vida.

Na morte choramos o tempo que não tivemos,

Enquanto em vida não damos tempo ao tempo a quem realmente merece.

E a vida passa...

A morte chega...

Passa-nos ao lado ou à frente,

Nós desvia-mos os olhos e segui-mos.

Ainda não foi desta!

ce1b53cc29c4897e429a61d934702f4c.jpg

 

18
Jul16

Há uma linha que separa o respeito...


Ana Rita 🌼

...da falta de respeito. O que para uns é, para outros pode também ser ou não.

Na semana passada passou-se um episódio no meu trabalho em que à saida (já 20 minutos fora de horas) uma colega bradava aos céus que:

A: É uma falta de respeito ter que estar 20 minutos à espera e ainda por cima fora de horas.

Ora como o transporte da empresa é partilhado LOGO, quando alguém se atrasa todos esperamos.

Eu: Pois sabes que a linha do respeito é tenue pois ... se estamos 20 minutos atrasadas é porque estivemos à espera que a S que estava sozinha acabá-se o que estava a fazer - a S é colega de departamento direto da A.

A moça A chegou à horinha dela, desligou o PC e ficou na palheta com a S ... moral da história:

Atrasámo-nos porque a S em vez de estar a fazer o que era necessário para se fechar os processos estava a consolá-la - depois de consolada a A deu ao slide e deixou a outra pendurada com tudo para fazer.

A agora a minha dúvida...onde é que ficou o respeito??

Screen-Shot-2014-07-22-at-9.48.07-AM.jpeg

 

12
Jul16

A importância da leitura na vida das crianças


Ana Rita 🌼

ler-para-crianca.jpg

O hábito da leitura é algo que devemos cultivar nos nossos filhos desde tenra idade.

É extremamente importante que as crianças ganhem gosto pela leitura não só por uma questão cultural mas também porque esse gosto estimula a uma maior capacidade cognitiva, fonética e para uma maior alfabetização.

Hoje em dia já existem livros fáceis de ler e focalizados para cada etapa da vida das crianças.

Como adepta convicta e amante da leitura tento que o meu filho se interesse nos livros que estão focalizados para a etapa em que se insere neste momento – estamos a falar em livros que estimulam visual e tactilmente.

É importante que as crianças assumam os livros como brinquedos e que aprendam que dali só vêm coisas boas. Por exemplo, durante a leitura da história os pais podem assumir diferentes vozes para cada personagem assim a criança vai aprender a distinguir quem é o rei, a princesa, a bruxa, etc.

Outra das coisas positivas e que pode ser uma atividade que desenvolve o intelecto e a memória da criança é pedir para que a criança desenhe um personagem ou uma das cenas da história que mais gosta e assim ficar a perceber como é que a criança “vê” com aos olhos da imaginação.

 Noutro determinado momento (mais para crianças a partir os 5/6 anos) pode tornar-se uma verdadeira aventura reinventar novos finais para as histórias que eles tão bem conhecem.

Na fase mais complicada da adolescência a melhor maneira de cativar é mesmo escolher livros que abordem temas que cativam a atenção da criança – temas como a droga, as amizades, o amor e o início da vida sexual - para que assim esta se entusiasme e comece a apreciar a leitura.

Numa sociedade em que o hábito da leitura está a ser progressivamente substituído pelas novas tecnologias, cabe-nos a nós pais e educadores contrariar essa tendência.

É essencial que as nossas crianças e os nossos jovens vejam na leitura algo de positivo que só lhes trará benefícios para o futuro.

 

 

 

08
Jul16

Desafio Conversas, Café & Sorrisos #10 TAG - 5 COISAS


Ana Rita 🌼

Olá olá... mais uma sexta-feira mais um dia de dar-vos a conhecer melhor um blogger que, eu não conhecia e que por indicação da Raquelita por escolheu-o para o desafio passei a conhecer, e aunda bem.

Ora dequem é que estou a falar?? 

 

Nada mais nada menos que do Torcato do blog Lorpa quase-erudito - o blog dele está recheado de um humor bastante inteligente e de leitura obrigatória.

Passando das palavras ao actos...aqui vão elas...as respostas:

banner scrap.png

 

COISAS QUE MAIS FALO/DIGO:

  1. Txi!
  2. Ai o caraças!
  3. Se cá nevasse fazia-se cá ski.
  4. Ora porra!
  5. ‘tão?

5 COISAS PARA FAZER ANTES DE MORRER:

  1. Um salto tandem.
  2. Assistir a um concerto de OMAM na Islândia.
  3. Ir à Tomatina de Buñol.
  4. Viajar de mochila por um período longo, apenas com cenas básicas de sobrevivência.
  5. O testamento.

5 COISAS QUE EU FAÇO BEM:

  1. Grelhados e cozinha em geral.
  2. Perder horas preciosas de sono porque “vou só ver mais este vídeo”.
  3. Adaptar-me às circunstâncias.
  4. Elogiar e partilhar aquilo que merece.
  5. Comer. De esquisitinho de infância, tornei-me num garfo do melhor que há.

5 COISAS QUE NÃO FAÇO BEM:

  1. Falar sem sotaque alentejano.
  2. O suposto tempo de digestão antes de entrar na água. Até que não faleça com uma congestão vou continuar certo de que é mito.
  3. Ler com barulhos, especialmente de vozes. Lá se vai a concentração toda.
  4. Esperar, se me limitar a esperar. Ou tenho que ter algo para ler, ou uma folha onde possa escrever, ou fazer outra coisa qualquer. Caso contrário o meu cérebro assume que o mundo vai acabar e eu estou a desperdiçar os minutos finais.
  5. Tolerar o calor. A parte dos mergulhos e da pouca roupa é óptima, mas as noites… Às vezes só queria mergulhar os pés em gelo!

5 COISAS QUE ME ENCANTAM:

  1. O Natal. Principalmente desde que essa época significa voltar a estar com a família, naquelas jantaradas pela madrugada fora.
  2. O sentimento de nostalgia. Encanta-me literalmente.
  3. Pessoas cheias de motivos para se queixar disto ou daquilo e que se limitam a enfrentar os problemas, sem lamentações. É nelas que vejo os sorrisos mais puros.
  4. O céu nocturno. Experimentem dormir ao relento em noites quentes de céu limpo.

Aquelas estrelas são um veneno inflamável de divagação para mim.

  1. Descobrir artistas/bandas com discos que se ouvem do início ao fim.

5 COISAS QUE EU AMO:

  1. Música. Se há coisa que “não é deste mundo” são aquelas músicas nossas. Claro que estou a ouvir música enquanto escrevo isto!
  2. Planeamentos inesperados. Ires beber café com amigos e saírem de lá com um campismo combinado para essa noite, por exemplo.
  3. Desporto em geral. Futebol e atletismo em particular. De ver e de praticar.
  4. Andar de comboio. Desde o InterRail que se tornou o meu meio de transporte preferido.
  5. As minhas origens e tudo o que isso acarreta.

5 COISAS QUE EU NÃO GOSTO:

  1. A ingratidão. Dá-me a volta ao miolo ver “cuspir para um prato de onde já se comeu”.
  2. Que deitem lixo para o chão. Que gente burra, dasss!
  3. Atrasos. Se combinamos para as 20h, porquê aparecer às 20h30? Isso não tem sentido nenhum porra!
  4. Malta que sorve a sopa. Custa assim tanto pôr a colher na boca?
  5. De ver o meu país colado a merdas tipo casas dos segredos e similares, e depois escreverem tipo “entao, vis-te a caza dos cegredos ontem? Brotal!”.

 

146042028050719408.JPEG

 Obrigada Torcato por me porporcionares uns belos momentos de risota 

 A minha póroxima convidada (escolhida pelo carissimo Torcato) é a Rita do blog - Claro como a água.

 

06
Jul16

Os estudantes de hoje


Ana Rita 🌼

EvasãoEscolar.jpg

 Em conversa aqui no trabalho com as minhas colegas com filhos estudantes uma delas comentava que o filho fazia os trabalhos de grupo via Skype com os colegas.

 No meu tempo era uma alegria cada vez que tínhamos um trabalho de grupo. Juntava-se tudo na casa de alguém era uma ganda galhofa, havia sempre lanche e fazia-mos tudo menos o trabalho de grupo...esse era feito em casa e no fim juntávamos tudo.

 E ainda em conversa, perguntando a algumas delas se deixavam os filhos irem para casa dos colegas fazer trabalhos de grupo, maioritariamente a resposta é NÃO.

 Será que ninguém se lembra o quão felizes eramos nos anos 80/90 (a altura da nossa infância) quando íamos fazer "trabalhos de grupo"?

 Preferem que as crianças fiquem em casa agarradas aos computadores horas e horas a fio em vez de estarem a confraternizar e a criar laços uns com os outros? 

 Será que estamos a esquecer-nos de educar os nossos filhos para serem sociais e sociáveis?

 Entristece-me que até o espirito da escola esteja a desaparecer lentamente, as nossas crianças são cada vez mais "maquinas" e menos isso mesmo crianças.

 Os filhos já passam tantas horas, dias, meses, anos a correr entre as cresces e as escolas, os ATL e os centros de estudo e poucas ou nenhumas oportunidades têm para sair, andar ao ar livre.

 Passam cada vez mais tempo agarrados a tablets e telefones e cada vez menos tempo a brincar na rua. Culpa do stress, do trabalho e da falta de tempo dos pais.

 A minha dúvida: Porque é que nós, as crianças de ontem que andámos tão livres, estamos a enjaular as crianças de amanhã?