Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas, Café & Sorrisos

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Atreve-te a ser tu mesmo todos os dias!

Conversas, Café & Sorrisos

12
Out16

Viagens de riso


Ana Rita 🌼

Ontem (mais uma vez) apanhámos um acidente que nos reteve mais de 2h no trânsito.

Quatro mulheres dentro do carro, todas com os respetivos maridos e/ou filhos em casa toca de começar a ligar à vez para casa para avisar que a hora de chegada seria próxima (ou mesmo após) das 20:00h.

Liguei para o esponjo:

Ana - Abortar missão compras, abortar missão compras... Maria no trânsito hora de chegada prevista para as 20h.

P - Então e a fruta? O que é que vamos jantar?

Ana - Jantamos o que há no frigorifico.

P - Não temos fruta...

Ana - Fazes Gelatina e pronto come-se isso.

Filipa liga para casa:

Filipa - Mor só vou chegar a casa lá pás 20h.

R - Então e o jantar?

Filipa - Comemos qualquer coisa faz só um acompanhamento.

Patricia liga para casa:

Patricia - Tô .. vou chegar atrasada a casa estamos empancadas no transito.

N - E o jantar?

Patricia - Há sopa...comemos sopa e mais qualquer coisa.

N - OK

A Cláudia liga para casa:

Cláudia - Tô coração, estamos atrasadas apanhámos um acidente.

Z - O que é que vamos jantar?

Cláudia - Passa na churrasqueira e compra frango.

Z - Tá bem!

 

Viram a cadência das conversas?? isto foi vira o disco e toca o mesmo...que é como quem diz troca o casal mas a conversa é a mesma...

 

56065293-grupo-de-ni-os-de-dibujos-animados-hablan

 

 

11
Out16

Os dois lados das mesmas histórias/estórias


Ana Rita 🌼

Quando nos acontece alguma coisa na vida, normalmente uma situação infeliz ou menos benéfica para nós, temos a tendência a culpabilizar os outros ou o mundo por aquilo que nos acontece.

Assumi-mos à partida que o erro foi dos outros e estamos tão condicionados por nós próprios, tão zangados ou injustiçados que não damos oportunidade aos outros de se justificarem ou de nos tentarem mostrar o "outro lado da situação".

Antes de mudar de casa para onde estou agora - sitio de onde sai o transporte da empresa - chegava a estar ás meias horas ou mesmo uma hora à espera que o dito transporte chega-se ao ponto de encontro (Na Gare em Lisboa) - ora eu esperava e desesperava, muitas vezes ao frio e à chuva.

A pessoa que conduzia justificava-se com o trânsito e que saía de casa super cedo sempre e nunca conseguia estar a horas...e eu pensava "pois pois, é a caminha que está quentinha e o resto que se lixe".

Hoje em dia continuo a fazer o mesmo trajecto mas a partir do Ponto A (inicio do trajecto) para o Ponto B (Gare do Oriente) e percebi que o horário de saída influência muito mesmo mas que há dias que saímos a horas e parece que decidiu tudo ir para Lisboa de carro.

 

Ora, como esta, tantas outras coisas que acontecem e das quais eu tomo o meu próprio partido logo à cabeça. Esta é uma das lições que tiro da minha vida ... tal como a moeda, também as histórias/estórias têm duas faces!

DOIS-LADOS-DA-MOEDA.jpg